22
Qui, Out

Rúbrica de Domingo: Conheça Risana Lopes, uma jovem cristã, amante do desporto e preocupada com a situação da juventude na Cidade da Praia

Rubrica
Tipografia

A juventude é, ou pelo menos deveria ser, o centro das atenções e preocupações de toda e qualquer sociedade. As desigualdades sociais cada vez mais vigentes nas sociedades atuais fazem com que muitos jovens enveredam por caminhos contrários aos caminhos do bem, da verdade e da luta pelos sonhos.

A Rúbrica deste domingo foi conhecer Risana Lopes, uma jovem residente no Bairro de Achada Grande Frente, Cidade da Praia, e que nutre uma grande preocupação com aquilo que diz respeito a situação dos jovens naquele bairro e não só.

Risana Lopes é, também, uma jovem cristã e uma autêntica apaixonada apelo desporto.

 Confira na íntegra a entrevista

 

1 – Quem é Risana Lopes?

Risana é uma menina de 18 anos de idade, residente em Achada Grande Frente (Praia) e estudante do 1°ano do curso de Direito no ISCJS, amante da arte, do desporto e da música.

2 – Quais são os teus maiores sonhos?

Os sonhos são muitos e eu teria que os resumir no empoderamento feminino na sociedade cabo-verdiana, o desenvolvimento do movimento feminista que falta e muita coisa na nossa sociedade que tem prejudicado às mulheres. Ver o desenvolvimento da mentalidade de todo o povo cabo-verdiano porque de uma forma geral considero que a mentalidade cabo-verdiana ainda é muito fechada o que dificulta mudanças devido às crenças limitadas, uma educação que estimula as habilidades e os potenciais das crianças e uma inclusão para todos os níveis sociais. Eu gostaria também que áreas como a arte, o desporto e a saúde também progredissem.

3 – Para além de ser estudante de direito, o teu tempo é repartido entre outros afazeres, como o desporto e a Igreja. Que desporto praticas e o que fazes na Igreja?

Para além do Curso de Direito, gosto muito do desporto de um modo geral e atualmente devido à pandemia tenho optado pelo atletismo, mas normalmente pratico o voleibol. Na igreja eu pertenço a dois grupos de coral musical e também dou catequese.

4 – Como é que vives a tua fé?

A fé tem a ver com o acreditar e não tem que ser necessariamente acreditar em Deus. Eu vivo a minha fé todos os dias, a cada passo que dou tentando me motivar e também motivar outras pessoas sempre que eu puder e acreditando que as coisas podem sempre melhorar.

5 – Mudando de assunto, vives em Achada Grande Frente, um bairro considerado problemático e com alta taxa de desemprego jovem. O que consideras ser mais urgente para travar a criminalidade não só no teu bairro, mas na capital de um modo geral, bem como o desemprego jovem?

A criminalidade existente no meu bairro e não só, pode ser travada através do investimento nos jovens porque a maioria deles foram vítimas de uma violência estrutural, isto é, estes jovens já cresceram com falta de referência por parte da família e da sociedade onde estão inseridos. Portanto, é necessário tocar o coração de cada jovem e estimula-los a ter perspetivas e mudar o rumo das suas vidas. Estes jovens “delinquentes” e desempregados precisam ser educados, explorados os seus potenciais e serem enquadrados em áreas que lhes encaixem.

6 – Achas que a juventude tem também culpa no cartório por estarem no desemprego?

Infelizmente sim. A juventude tem uma força muito grande, mas o que falta é a consciência dessa força. Os jovens não precisam que forças "superiores" determinem a sua vida. Eles mesmos podem desenvolver a sua criatividade e empreender. Com isto e mais, verão que a juventude é uma força inabalável.

7 – O que é ser jovem para ti?

Para mim, ser jovem é ter uma energia capaz de mudar e influenciar o mundo ao redor. Ser jovem é um sentimento e uma mentalidade que vai muito para além da idade, mas sim da vibração que sai de nós.

8 – Se tinhas poder de decisão e de execução de políticas públicas voltadas para a juventude, quais seriam as tuas prioridades?

Se eu tivesse poder de decisão de politicas públicas voltadas para a juventude minhas prioridades seriam um maior investimento a educação, no desporto e também muito importante, na empregabilidade jovem.

 

TN - Redação

 

 

 

 

 

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS