17
Sab, Abr

Como ver a rara conjunção entre Júpiter e Saturno esta noite

Saber Mais
Tipografia

Fenómeno marca a maior aproximação entre os dois planetas desde a Idade Média e poderá ser observado do mundo todo a olho nu.

Os planetas Júpiter e Saturno estarão alinhados nesta segunda-feira (21), em um raro fenómeno astronómico que poderá ser visto ao redor do mundo.

Batizado de “Grande Conjunção” pelos astrónomos e astrólogos, o evento ocorre a cada 20 anos, aproximadamente. Porém, a Grande Conjunção de 2020 será diferente, porque vai marcar a maior aproximação entre os dois planetas no céu noturno desde 1226, quando o mundo ainda vivia a Idade Média. Depois disso, o fenómeno só voltará a ocorrer dessa maneira em 2080 e, posteriormente, no ano de 2400.

Como ver a Grande Conjunção

O fenómeno poderá ser visto no mundo todo a olho nu, porém, localidades próximas à linha do Equador terão uma visão mais privilegiada.

A Nasa, agência espacial americana, divulgou em seu site algumas dicas para que você possa ver o encontro dos dois maiores gigantes do Sistema Solar.

O mais importante é encontrar um lugar onde a vista do céu esteja o mais desobstruída possível e onde haja pouca interferência de luzes artificiais.

Cerca de uma hora depois do pôr do sol, olhe para o Sudoeste e verá Júpiter como uma grande estrela brilhante e, um pouco acima, Saturno, como um ponto de luz mais fraco.

De acordo com a Nasa, se tiver um binóculo potente ou um pequeno telescópio, será possível ver o encontro dos planetas de forma mais clara e com a possibilidade de se ver Ganimedes, Calisto, Europa e Io, as quatro luas de Júpiter.

O evento astronómico se estenderá até sexta-feira (25), porém, os planetas não estarão tão próximos quanto nesta segunda-feira (21).

Como localizar o fenómeno

Caso esteja perdido nos pontos cardeais e não tenha ideia de onde seja o Sudoeste, bússolas podem te auxiliar.

Uma bússola de bolso comum consegue dar conta da tarefa. Caso o utensílio não esteja disponível, há bússolas digitais presentes nos celulares.

Nos iPhones, uma bússola digital vem instalada de fábrica no aparelho. Já nos modelos Android, há dezenas de aplicativos similares gratuitos no catálogo da Play Store, a loja digital do Google.

Também é possível usar aplicativos de mapas estelares para encontrar o alinhamento. Os mais conhecidos são o Sky Map, Sky View e o Star Walk 2 Free, gratuitos e disponíveis para iPhones e celulares Android.

Esses aplicativos usam a sua localização para criar um mapa do céu, mostrando onde estão estrelas e planetas naquele momento. Basta girar em torno de seu próprio eixo até encontrar o fenómeno.

TN com informações do Nexo Jornal