11
Ter, Ago

Coronavírus. A pouca sorte de se chamar Covid

Saber Mais
Tipografia

Uma empresa em Tempe, Arizona, que fabrica cabos de áudio e vídeo há quarenta anos, tem o mesmo nome da doença provocada por coronavírus. O gerente: «Ninguém gosta de se chamar como uma pandemia. Mas não vamos mudar nosso nome»

Em 11 de fevereiro, quando a Organização Mundial da Saúde anunciou que finalmente tinha um nome para a doença que se tornaria a primeira pandemia do milénio, Norm Carson, presidente da Covid Inc de Tempe, estava em Amsterdão para participar da maior feira internacional para o setor de cabos de áudio e vídeo.

"Quando mo disseram eu achei muito surpreendente", disse Carson entrevistado por Slate. "Olha - explica o gerente - nós realmente trabalhamos duro para construir uma empresa e uma boa empresa que tenha um bom nome e uma boa marca. Acho ninguém gostaria de  ter seu nome associado a uma pandemia como essa". 

A propósito, quando a empresa Tempe nasceu, ela se chamava Vid Co., mas mudou de nome porque havia outras empresas americanas assim chamadas. Apesar da pandemia, Covid não muda seu nome: «Nós nem pensamos nisso. É uma má sorte, talvez alguém pense que estamos conectados ao vírus. Mas acho que ninguém que nos conhece associa-nos a doenças".

TN - Redação