24
Seg, Jun

Bahrain afunda um Boeing 747 no Golfo Pérsico para criar um parque subaquático

Saber Mais
Tipografia

Um Boeing 747. Aqui está o que será a principal atração do maior parque subaquático do mundo que abrirá no verão no Golfo Pérsico, no Bahrein. A construção do parque está a toda velocidade, mas ainda não se sabe quando o Jumbo Jet estará submerso, tornando-se um novo local de mergulho.

 

A ideia é criar um parque para mergulhadores de 100 mil metros quadrados: um "destino ecológico" formado por recifes artificiais de corais e esculturas feitas de materiais ecologicamente corretos, em torno da fuselagem do avião que terminou as suas viagens nos céus e vai-se tornar uma atração turística.

Na verdade, será um verdadeiro Boeing 747 com 70 metros de altura por 19 metros e uma envergadura de 64 metros: a maior aeronave já submersa. O Bahrain não é o primeiro a afundar deliberadamente um avião para criar uma atração submarina: um Boeing 727 foi posicionado ao largo da costa de Miami em 1993 (mas dois anos depois foi destruído pelo furacão Gordon), enquanto há um outro localizado em Mermet Springs, Illinois.

Segundo a Agência de Notícias do Bahrein, o desenvolvimento do local de mergulho será possível graças a uma parceria com o Conselho Supremo do Meio Ambiente, a Autoridade de Turismo e Exposições do Bahrein e o setor privado, para "aumentar o turismo ecológico do reino" e " fornecer aos pesquisadores informações e dados sobre ecologia marinha e biologia local ». Mas a notícia também desencadeou a controvérsia sobre a sustentabilidade marinha, já que mais de 150 mil quilos de metais estarão submersos no mar, que inevitavelmente com o tempo se corroerão no mar.

 

TN com informações do jornal italiano La Stampa