17
Sab, Abr

 

Qual é a tua fonte de inspiração? O que te faria levantar da cama, de qualquer maneira?

Sinais de esperança é o que todos estão a procurar. Neste tempo marcado pela morte, pela doença, pela separação, pelo peso do desemprego e pelo desânimo, todos querem ver uma luz ao fundo do túnel, capaz de dissipar as trevas da incerteza que esta pandemia nos obrigou a viver. Esta luz não cai do céu, ou melhor, vem do céu sob a inspiração de Deus, mas são homens e as mulheres de hoje que a devem concretizar. 

Os primeiros cabo-verdianos que atravessaram o Atlântico, rumo a oeste, com destino à América, nos barcos da pesca da baleia, criaram, novas relações socioculturais e económicas, em Cabo Verde, desde os meados do século XIX e as suas poupanças foram, fundamentais para a vida socioeconómica das suas famílias que ficaram no arquipélago, com repercussão positiva nas mais ilhas desta pequena nação, insular, sem recursos graças às remessas enviadas.

Cabo Verde, no ano atípico de 2020, devia ter apresentado um “relatório” que poderíamos chamar, de “progresso”, para o cumprimento da Agenda 2030, que permitiria, avaliar a acção dos executivos cabo-verdianos nos seus diferentes níveis, administrações central e local, em relação aos compromissos que foram assumidos conjuntamente com os mais 192 países das Nações Unidas em 2015, quando esta nação de ilhas, subscreveu o quadro global “Agenda 2030” para alcançar seu desenvolvimento sustentável…!!

Mais artigos...