22
Sex, Jan

Vivemos numa época cheia de diversidades, o que é belo mas, ao mesmo tempo, provoca muitas distrações. Distrações que fazem com que se perca de vista a centralidade do real viver de uma sociedade.

Se chegares de noite ao nosso pais, dizes: que lindo, cheio de luzes! Se chegares de dia, já muda um pouco a perceção. Ao veres grandes casas e prédios de luxo podes pensar: afinal, não é um país assim tão pobre. Mas, como se diz, as aparências enganam. 

"O Papa escreve com dor sobre o cinismo generalizado, adverte as redes sociais com palavras que causam esmaecimento e coloca na berlinda o 'dogma' do 'neoliberalismo', único dogma citado, que a partir de 1989 em diante parece ser a rota segura finalmente traçada para a navegação de todos nós. Agora vemos como está terminando a temporada do pensamento único do mercado. Para quem ainda não percebeu, só há um conselho: ler a 'Fratelli Tutti'", escreve Alberto Bobbio, editor-chefe da revista Famiglia Cristiana, em artigo publicado por Eco di Bergamo.

Mais artigos...