18
Qui, Jul

Gamboa: Câmara da Praia justifica retirada do MC Tranka Fulha do cartaz devido ao conteúdo das suas músicas

Cultura
Tipografia

A Câmara Municipal da Praia justificou hoje, à Inforpress, a retirada do nome do artista MC Tranka Fulha do cartaz Gamboa Jovem com o facto de que as suas músicas “não têm mensagens”.

No passado dia 06, a autarquia apresentou o cartaz da 27ª edição do Festival da Gamboa, tendo anunciado a participação de MC Tranka Fulha para o Gamboa Jovem, juntamente com os nomes de Romeu di Lurdes, Trakinuz, Ras Jahknow, Zé Espanhol e Hélio Batalha.

Entretanto, dias depois, através das redes sociais, várias pessoas criticaram a presença deste no festival, alegando que as suas músicas não têm conteúdo, são impróprias para as crianças, desvaloriza as mulheres, entre outros.

Na sequência, a autarquia anunciou que este foi retirado do cartaz do Gamboa Jovem, anunciou que gerou ainda mais polémica nas redes sociais, tendo algumas pessoas posicionando a favor do músico e outros contra.

O nome de MC Tranka Fulha, segundo o vereador da área da Cultura, António Lopes da Silva, foi proposto por alguém da organização e num primeiro momento pensaram que “seria interessante por este ter muita audiência”.

Entretanto, disse, depois aperceberam-se de que não levaram em consideração que há outros grupos prioritários que devem constar do cartaz e por isso decidiram retirar MC Tranka Fulha.

António Lopes da Silva justificou essa decisão, por um lado, para substituir um outro grupo que venceu o Festival de Novos Talentos e, por outro lado, por entenderem que as suas músicas “não têm mensagens”.

“Todos os anos temos um grupo do Festival de Novos talentos que é realizado no início de Janeiro e a 10 anos que incluímos o vencedor na Gamboa Jovem. Este ano, a organização esqueceu-se deste grupo e quando vimos essa situação tivemos que eliminar alguém e retiramos aquele com a qual não temos contrato”, alegou.

Outra razão, disse, na Gamboa Jovem querem levar pessoas com “mensagens fortes” para os jovens e não músicas “sem conteúdos”.

O responsável pelo pelouro da Cultura alegou que, antes do anúncio, não conhecia as letras das músicas do MC Tranca Fulha e que só depois de ouvi-las é que percebeu que este não tem qualquer tipo de mensagem.

Em relação aos preparativos para a 27ª edição deste Festival, marcado para os dias 17 a 19, na praia da Gamboa, e que homenageia a morna, informou que as coisas estão a “vento e poupa” e que o espaço, que antes era um problema, já está preparado para receber os “artistas de excelências” e a população praienses.

Contactada pela Inforpress, o manager do MC Tranka Fulha, Devis Carvalho, informou que realmente não tinham assinado qualquer contrato com a autarquia, mas que, mesmo assim, o artista ficou indignando com a postura da edilidade.

Segundo disse, o artista, que estava em shows pela Europa, ficou triste com o sucedido, pois já tinham a confirmação de que iria actuar no dia 19 no Gamboa Jovem, na Praia.

 

Inforpress

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS