14
Sex, Dez

Candidatura da Morna na lista do património cultural imaterial já figura no site da Unesco

Cultura
Tipografia

O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas disse hoje que o facto da candidatura da morna como património cultural imaterial estar já no “site” da Unesco significa que Cabo Verde passou nos primeiros testes.

Abraão Vicente fez esta leitura em declarações à imprensa, na Cidade da Praia, quando convidado a falar da candidatura da morna como património cultural imaterial que já figura na página da organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), na Internet.

“Nós fizemos um trabalho minucioso, entregamos todas as peças e esperávamos, ainda, até Setembro, caso houver algum reporte da Unesco para reforçar algumas das peças. Figurar no “site” da Unesco significa que passamos no teste e que fizemos bem o nosso trabalho”, afirmou.

O governante que considerou tratar-se de um “passo significativo” para Cabo Verde, sublinhou que o país, agora até Setembro, vai ficar à espera da Unesco alguma pergunta que possa completar o processo.

Ainda segundo o ministro, a partir de Setembro Cabo Verde vai começar uma intensa acção diplomática visando conseguir o apoio explícito dos países que irão votar em Dezembro de 2019.

O pedido da candidatura da morna como património cultural imaterial foi entregue em Paris, em Março último, pelo ministro Abraão Vicente à Unesco.

O dossiê entregue, é composto por um formulário, um filme, um portfólio fotográfico e as declarações de cantores, músicos, poetas, compositores e outras entidades para quem a morna representa a alma e a vida de Cabo Verde, é o resultado de um extenso trabalho de investigação e contacto desenvolvido pelo Instituto do Património Cultural (IPC) nos últimos dois anos.

O pedido de Cabo Verde encontra-se entre 50 manifestações que serão avaliadas em finais de 2019, em assembleia geral da Unesco.

Inforpress

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS