17
Qui, Out

De Ruanda chega o primeiro smartphone africano

Arte e tecnologia
Tipografia

Ruanda abriu a primeira instalação de fabricação de smartphones na África. 

O presidente Paul Kagame também participou da inauguração da fábrica, localizada na capital Kigali. Produzidos pela empresa de tecnologia Mara Group, os smartphones Mara X e Mara Z usarão o sistema operacional Android do Google e custarão 175.750 francos ruandeses (cerca de 190 dólares) e 120.250 francos (130 euros), respectivamente.

"Esta é a primeira fabricante africana de smartphones", disse Ashish Thakkar, CEO do Mara Group, à BBC durante uma visita à fábrica na segunda-feira passada. 

Atualmente, a maioria dos telefones vendidos na África vem de empresas chinesas, que oferecem dois cartões SIM e são mais baratas que os modelos Mara. Mas a empresa ruandesa quer capturar o mercado mais alto, o de clientes dispostos a pagar mais pela qualidade.

No Egito, Etiópia, Argélia e África do Sul, existem outras empresas que produzem smartphones. No entanto, são fábricas que montam componentes importados da Ásia. "Nossa empresa - disse o CEO - é a primeira a produzir a maioria dos componentes e montá-los. Cada telefone tem cerca de mil peças ", acrescentou.

Quando estiver totalmente operacional, a fábrica de Kigali, que custou cerca de 24 milhões de dólares, produzirá 1.200 telefones por dia. O presidente Paul Kagame disse esperar que o novo telefone aumente o uso de smartphones em Ruanda. Atualmente, apenas 15% da população possui e usa uma.

 

TN com Revista África 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS