05
Qua, Ago

Nunca estivemos tão tristes como neste ano de 2018, diz a ONU

Estilos de Vida
Tipografia

Comparando o humor da população desde há 12 anos para cá, é no ano atual que se apresenta o maior decréscimo da felicidade, diz o Instituto Gallup, que analisou o ranking de felicidade elaborado pela Organização das Nações Unidas.

Pelo contrário, é no ano de 2018 que se registam as maiores taxas de stress, tristeza, preocupação e mesmo dor.

Quanto aos motivos, aponta-se o generalizado caso de uma vida bastante agitada, onde domina o stress. Na República Centro-Africana, que lidera o topo da lista de países mais infelizes, o documento justifica-o em específico pelos conflitos internos daquele país, onde uma relevante parte da população não tem acesso aos bens mais essenciais.

Afeganistão também se apresenta como um dos países mais infelizes, o que se justifica pela guerra.

É a Finlândia que se aponta como o país mais feliz, seguindo-se a Noruega e Dinamarca. Já Portugal, ocupa a posição 77 numa lista de 156 países.

relatório da ONU ressalva que país rico é diferente de país feliz, sendo queo maior enfoque, segundo os entrevistados é o apoio social, expetativa de vida, saúde, liberdade social, generosidade e ausência de corrupção.

Na Finlândia em expecífico, não se deixa de referir ainda como pontos relevantes o acesso à natureza, boas escolas e assistência médica gratuita.

TN - Redação

 

 

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS