05
Qua, Ago

Donald Trump quer “poesia” e “sensualidade” na tomada de posse

Estilos de Vida
Tipografia

A cerimónia de posse de Donald Trump como 45° Presidente dos Estados Unidos, na sexta-feira, 20 de janeiro, terá “uma suave sensualidade” e seguirá “um movimento poético”, anuncia o organizador do evento.

Um “movimento poético” mais do que uma “coroação”, é o que promete Tom Barrack, encarregado por Trump de preparar a cerimónia de investidura. “Vamos ter a maior celebridade do mundo, que é o Presidente eleito, ao lado do atual Presidente. O que vamos fazer, em vez de o rodear de pessoas ilustres, é rodeá-lo da suave sensualidade do local”, explicou Barrack. A equipa de transição de Trump deparou-se com dificuldades em encontrar músicos que aceitassem atuar na cerimónia (ver caixa), tendo-se muitos artistas declarado contra Trump. Para já, sabe-se que participam a companhia de dança The Rockettes e Jackie Evancho, uma jovem de 16 anos que concorreu ao programa “America Got Talent”.

Donald Trump vai cumprir a tradição de prestar juramento junto ao Capitólio, com uma mão sobre a Bíblia. Antes disso, tomará um café na Casa Branca, a convite de Barack Obama e da esposa, Michelle. Em seguida Obama e Trump dirigir-se-ão para o Capitólio.

As autoridades americanas estão em alerta para possíveis ataques de atiradores ou com camiões ou drones armados durante a investidura, onde são esperadas um milhão de pessoas, incluindo uma centena de grupos que planeiam protestos. Cerca de 28 mil agentes vão estar destacados para os eventos do dia. 

 

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS