17
Seg, Jan

CCAD e GEV Preocupados com o Consumo de Álcool nas Crianças

Sociedade
Tipografia

Comissão de Coordenação de Álcool e outras Drogas (CCAD) e Grupo Esperança Viva (GEV) mostraram preocupados com o consumo de álcool principalmente nas crianças e apontaram mercearias ao pé da escola como um problema. 

 

Essa preocupação foi demonstrada no âmbito da assembleia comunitária realizada domingo 24 de fevereiro na comunidade de Safende sob tema “Famílias livres das drogas comunidade saudável. Prevenção e acompanhamento na família”.

O representante de Comissão de Coordenação de Álcool e outras Drogas (CCAD), António Horta, diz que “se queremos ter uma comunidade maior e melhor ao longo prazo, convém que focalizemos na protecção das crianças”.

No ponto de vista do António, quando temos mercearias muito próximas com venda de bebidas alcoólicas e que não respeitam o limite da distância imposto pela Câmara Municipal devemos denunciar. Na mensagem António realçou que “enquanto sociedade devemos ser polícia municipal, denunciando tudo aquilo que é infracção e que coloca de facto crianças em risco”.

Por seu lado secretária do Grupo Esperança Viva (GEV), grupo ligado à Fazenda Esperança, Ana Maria, informou que que não é fácil trabalhar com os dependentes porque nem todos aceitam que estão doentes  e que o consumo não esta á faze-los bem.

Ana acrescenta ainda que a presença da família nas sessões do GEV é muito importante porque ela torna-se um “coo-dependente”.

“É importante a participação das famílias no GEV para poderem apreender como lidar com os membros da família que é dependente”, disse.

Familiares têm de saber “como lidar com o filho, por exemplo, após a sua saída do tratamento” e isso é ensinado no GEV.

Na visão dela não é correto a venda de bebidas alcoólicas nos arredores das escolas por isso defende que “é necessário que entidades competentes comecem por fazer uma vistoria a fim de tomar medidas corretas”.

 

TN com informações do blog safendeonline