29
Dom, Mar

Este site interativo mostra o que aumenta ou reduz o risco de câncer

Saúde
Tipografia

Plataforma on-line se baseia no trabalho 'Dieta, Nutrição, Atividade Física: Uma Perspectiva Global’, lançado em maio de 2018. 

 

Novas pesquisas indicando fatores que podem aumentar ou diminuir o risco de desenvolver câncer são frequentes. Especialmente para quem é leigo, é um desafio separar os indícios pouco sólidos daquilo que é mais bem aceite pela ciência.

Financiado pelo World Research Fund e pelo American Institute of Cancer Research, o Continuous Update Project (projeto de atualização contínua, em tradução livre) publica periodicamente relatórios em que busca consolidar aquilo que a academia tem descoberto.

Em maio de 2018, a iniciativa lançou um relatório intitulado “Dieta, Nutrição, Atividade Física: Uma Perspectiva Global”.

Os resultados foram sistematizados em um gráfico on-line interativo em inglês, chamado “Matriz Interativa de Risco de Câncer”, em uma tradução livre.

Ele lista uma série hábitos, como atividade física, ingestão de carne vermelha e consumo de álcool, e informa o grau de segurança que se possui para afirmar se eles aumentam ou diminuem o risco de câncer. Há algumas categorias na tabela, em que cada hábito aparece em um círculo, ao lado de um tipo de câncer.

Os termos 'convincente' e 'provável’ ('convincing’ e ‘probable’ no original em inglês) são aplicados para quando as evidências de relação com aumento ou diminuição de risco são fortes o suficiente para recomendar evitar ou adotar um hábito.

O termo 'sugestivo-limitado' ('limited-suggestive') é aplicado para os casos em que as evidências são limitadas demais para serem usadas como base para uma recomendação médica, mesmo nos casos em que elas trouxerem algum indício nesse sentido

O termo 'efeito substancial improvável' ('substantial effect on risk unlikely') é usado para os casos em que as pesquisas não indicam que os fatores têm influência significativa sobre o câncer em questão

A tabela aponta, por exemplo, que o uso de suplementação de cálcio provavelmente diminui o risco de câncer colorretal. E que ter passado por amamentação diminui o risco de ganho de peso, que é, por sua vez, um fator que aumenta o risco de câncer.

Bebidas alcoólicas, por outro lado, aumentam o risco de câncer de boca, faringe, laringe, fígado, colorretal e de mama. Clicando em cada item, o site traz mais detalhes e um link para download do capítulo do relatório “Dieta, Nutrição, Atividade Física: Uma Perspectiva Global” relativo a ele.

TN com Nexo 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS