30
Sab, Mai

Santiago: Governo vai investir cerca de 45 mil contos em abastecimento de água será feita com chafarizes amovíveis

Economia
Tipografia

O Governo vai investir 45 mil contos no reforço do abastecimento de água na ilha de Santiago face à seca prolongada, recorrendo a chafarizes amovíveis e autotanques, no âmbito das medidas contra a pandemia da covid-19.

O investimento, aprovado em resolução de Conselho de Ministros publicada na quarta-feira citado pela Agência Lusa, é justificado pela necessidade de “medidas extraordinários e urgentes de reforço da distribuição de água fora da rede nas zonas rurais da ilha de Santiago”, que concentra mais de metade (56%) da população do país.

“De forma a colmatar a penúria de água potável por que passa a população na decorrência da seca prolongada e satisfazer as exigências acrescidas de higiene individual e coletiva, no quadro da luta contra a pandemia do novo coronavírus – a covid-19”, lê-se na resolução.

Entre as intervenções, que vão servir mais de 20 mil habitantes de oito municípios, contam-se a construção e instalação de 18 chafarizes amovíveis (totalizando 32), a reabilitação de equipamentos e infraestruturas existentes de apoio à distribuição de água e o reforço da frota de camiões autotanques, com 13 viaturas, mobilizando para o efeito operadores privados.

Todas as intervenções ficam a cargo da empresa pública Águas de Santiago, que terá ainda de mobilizar água potável adicional através do reforço da dessalinização e “negociação com empresas privadas”.

O investimento destina-se a “complementar os esforços de investimento” da empresa Águas de Santiago e será mobilizado com recurso a crédito bancário e “cuja amortização tem suporte do Estado, através do Fundo do Ambiente”.

Além disso, estabelece a mesma resolução, é autorizado o adiantamento da verba necessária a partir do Fundo Nacional de Emergência e criada uma Equipa Técnica de Pilotagem para implementar as intervenções urgentes.

TN - Redação

 

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS