24
Qua, Abr

Exportações em Cabo Verde sobem 44,3% em 2018 e Espanha é o principal destino

Economia
Tipografia

As exportações em Cabo Verde aumentaram 44,3% em 2018, relativamente ao ano anterior, mantendo-se Espanha como o principal cliente, enquanto Portugal continua a ser o principal fornecedor do país, mas registou uma quebra de 2,3 pontos percentuais.

De acordo com as estatísticas sobre o comércio externo, hoje divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) de Cabo Verde, as exportações subiram 44,3%, enquanto as importações diminuíram 1,2%, face ao ano 2017. As reexportações subiram 13,7%.

O mesmo documento indica que, no ano passado, o défice da balança comercial diminuiu (-4,3%) e a taxa de cobertura aumentou (três pontos percentuais).

O INE de Cabo Verde indica que, no mesmo período, as exportações deste país totalizaram 7 milhões de escudos cabo-verdianos (cerca de 63.990 euros), o que corresponde a um acréscimo de 44,3%, ou seja, mais 2,1 milhões de escudos cabo-verdianos (cerca de 19.655 euros).

A Europa continua a ser o principal cliente de Cabo Verde, absorvendo cerca de 95,9% do total das exportações cabo-verdianas.

Segundo o INE, Espanha continua a liderar o ranking dos principais clientes de Cabo Verde na zona económica europeia, representando, em 2018, 78,4% do total das exportações.

Nesse ano, os produtos mais exportados por Cabo Verde foram os preparados e conservas de peixes (60,9%), seguindo-se os peixes, crustáceos e moluscos (18,1%) e os vestuários (8,9%).

Ao nível das importações, Portugal mantém-se como o principal fornecedor de Cabo Verde, com 40,6% do total (menos 2,3 pontos percentuais, em relação ao ano anterior), seguido da Espanha (13,9%) e Países Baixos (6,3%).

A Europa continua a ser a principal fornecedora de Cabo Verde, com 78% do montante total, seguido da Ásia/Oceânia (11%), América (6,2%), África (2,6%) e o Resto do Mundo (2,2%).

Os bens de consumo continuam a ser a principal categoria económica de bens importados por Cabo Verde, com 44,8% do total das importações, face ao ano de 2017.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS