19
Ter, Mar

Processo de alienação da participação da CGD no BCA em curso, acompanhado pelo STIF

Economia
Tipografia

O Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Financeiras (STIF) vai acompanhar com atenção o processo de alienação da participação da Caixa Geral de Depósitos (CGD) no Banco Comercial do Atlântico (BCA), de forma a salvaguardar os direitos dos trabalhadores.

 

Segundo o presidente do STIF, Anibal Borges, a comunicação feita na passada sexta-feira pelo presidente da Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos da venda de ações do BCA, não apanhou o sindicato de surpresa. 

Aníbal Borges promete estar atento, até porque, salienta, no processo do tipo, os interesses dos trabalhadores não são totalmente acautelados pelos novos donos da empresa. 

O BCA tem neste momento cerca de 420 trabalhadores no activo. Na passada sexta-feira, o presidente da Comissão Executiva da CGD, Paulo Macedo, esteve na cidade da Praia para dar a conhecer ao Governo e ao Banco Central a decisão do grupo de vender as suas ações no BCA, a favor da sua manutenção no BI, onde detém 70% do capital.

Paulo Macedo justificou a saída do BCA a favor do BI com o facto de o Interatlântico ser um banco de empresas.

 

Juntamente com a Interatlântico, a Caixa Geral de Depósito de Portugal tem 58,65% por cento das ações do BCA. 

 

TN/Rádio Nova

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS