22
Sex, Jan

Quem é Kamala Harris, 1ª mulher eleita vice-presidente dos EUA

Internacional
Tipografia

Senadora filha de indiana e jamaicano já questionou o governo Bolsonaro na área ambiental. Na política americana, ela se alinha a políticos tradicionais.

 

Com o resultado no colégio eleitoral atingido no sábado (7) pelo democrata Joe Biden, a senadora Kamala Harris, de 56 anos, torna-se a primeira mulher a chegar ao posto de vice-presidente eleita na história americana. Negra, filha de imigrantes – sua mãe é indiana e seu pai, jamaicano –, ela é advogada de formação como o presidente eleito.

Kamala é uma figura política tradicional sob vários aspectos: é senadora por um estado importante, a Califórnia, desde 2017, é atuante na grande cena nacional, tem vasta experiência em Washington e foi escrutinada pela imprensa enquanto manteve sua pré-candidatura nas primárias democratas, alcançando no máximo 10% das intenções de voto.

Entre 2004 e 2011, ela foi procuradora pelo estado da Califórnia. Militantes do movimento negro e de diferentes vertentes do abolicionismo penal consideram que ela não fez o bastante pela reforma do sistema criminal quando esteve no cargo. Apesar dos questionamentos, ela foi escolhida para o posto a partir de uma estratégia de fortalecer a lista democrata entre o eleitorado feminino e não branco (maioritariamente negro e latino-americano) nos EUA.

O contexto da indicação de Kamala

A nomeação de Kamala para vice de Biden tentou dialogar com o momento da política americana, em que sobretudo os jovens reivindicam mudanças profundas num sistema predominantemente branco, masculino e rico.

A onda de protestos antirracistas que marcam os EUA desde o assassinato de George Floyd – homem negro de 46 anos asfixiado até a morte por policiais brancos em Minnesota em 25 de maio – acirrou ainda mais as divergências entre os eleitorados democrata e republicano.

Donald Trump, presidente republicano, respondeu às manifestações apelando para a imposição da “lei e da ordem” a todo custo, enviando forças de segurança para intervir na segurança pública de estados convulsionados pelo protestos.

Líderes do Partido Democrata, por outro lado, alentaram as manifestações, tomando-as como reivindicações por mudanças mais amplas, que só uma lista como a de Biden e Kamala poderia levar adiante.

Biden tem 77 anos. A idade avançada faz crescer a atenção sobre o nome da vice, já que o democrata será um octogenário em 2024, nas próximas eleições americanas.

A escolha de Kamala satisfez a ala mais moderada do Partido Democrata, ao mesmo tempo em que buscou aproximação com os setores militantes mais jovens. Biden teve 62% dos votos dos eleitores com idade entre 18 e 29 anos em 2020.

TN com informações do Nexo Jornal