22
Ter, Set

Explosão mata mais de 100 e desaloja 250 mil em Beirut

Internacional
Tipografia

A capital libanesa, Beirut, foi atingida ontem por uma violenta explosão que atravessou quarteirões, matou pelo menos 100 na conta conhecida até esta manhã às 7h, e feriu mais de 4 mil.

O Instagram @locatevictimsbeirut foi erguido para que as pessoas publiquem fotografias dos que ainda não apareceram. Segundo o canal de TV local MTV, pelo menos 250 mil pessoas ficaram sem suas casas. A crise pode tornar-se rapidamente mais grave nos próximos dias — foram destruídos os silos de grãos do porto, levando 80% do estoque libanês de trigo num país em que o pão é a base das refeições. (Guardian)

No total, foram duas as explosões — a segunda, muito maior, foi sentida no Chipre, a quase 250 quilómetros de distância, ergueu uma nuvem em cogumelo que se dissipou num halo, com o núcleo central denso e avermelhado, e foi seguida por uma onda de choque que estilhaçou vidros num raio de dez quilômetros. A desconfiança do governo, no momento, é de que a primeira ocorreu num armazém de fogos de artifício na região do porto. A segunda explosão se deu após a ignição de 2,7 mil toneladas de nitrato de amônio, estocados ali perto desde que confiscados pelo governo, faz seis anos.

O produto químico é usado em fertilizantes mas tem a característica de oxigenar incêndios, o que o torna componente de muitos explosivos, aumentando seu potencial destrutivo. O governo libanês não descarta a possibilidade de atentado terrorista, mas não é a hipótese principal com a qual trabalha. (New York Times)

Filmada por inúmeros ângulos: assista à explosão. (G1)

TN - MEIO