23
Sab, Jun

Os Estados Unidos cumpriram sua ameaça e abandonaram o Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas. O argumento é o mesmo utilizado para justificar a saída da Unesco. A Administração de Donald Trump protesta dessa maneira contra o tratamento que o órgão com sede em Genebra dá a Israel, que chama de desproporcional. O boicote coincide, além disso, com as críticas feitas às políticas migratórias norte-americanas.

Ao mesmo tempo que são divulgadas imagens de crianças em gaiolas junto à fronteira com o México, presidente norte-americano afirma que o país não será "um complexo para manter refugiados".

 "Os Estados Unidos não serão um campo de imigrantes, nem um complexo para manter refugiados", afirmou Donald Trump, por entre as críticas de que está a ser alvo devido à política de separação entre as crianças migrantes e os seus pais, junto à fronteira com o México, tendo sido divulgadas imagens de crianças em gaiolas.

Mais artigos...