09
Qui, Jul

Governo garante pensão aos filhos menores do agente da PN asassinado

Política
Tipografia

O Governo garantiu hoje uma pensão aos filhos menores do agente policial assassinado em outubro do ano passado por um colega, durante uma operação na cidade da Praia, mas depois do reconhecimento e de cumprir a legislação.

A garantia foi dada no parlamento pelo ministro de Estado, Fernando Elísio Freire, no período de questões gerais dos deputados ao Governo, e em resposta a uma pergunta do líder parlamentar do Partido Africano da Independência de Cabo verde (PAICV), Rui Semedo.

“Há todo um processo de reconhecimento dos herdeiros legais e toda a legislação vai ser aplicada. Naturalmente, que os menores não ficarão desamparados, de acordo com aquilo que é legislação atual”, disse o porta-voz do Governo.

“Assim como este Governo esteve à altura das suas responsabilidades aquando do naufrágio do navio Vicente e das vítimas desse naufrágio, assim como também estivemos na questão de Monte Tchota, estaremos à altura das responsabilidades do Estado de Cabo Verde em defender os seus cidadãos quando perdem a vida em missão de serviço”, garantiu Elísio Freire.

A questão do agente policial foi levantada por Rui Semedo na semana em que o Governo de Cabo Verde aprovou a atribuição de uma pensão mensal aos dois filhos do popular cantor Jorge Neto, que morreu em fevereiro, em Portugal, justificada com os “serviços relevantes” que prestou ao país na área da cultura.

Após este anúncio do Governo em Boletim Oficial, o irmão do agente policial assassinado criticou o facto de até agora não ter sido atribuída uma pensão aos seis sobrinhos menores, notando que o caso do irmão remonta a outubro do ano passado enquanto Jorge Neto faleceu em fevereiro.

TN - Redação

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS