19
Seg, Nov

Frei José Garcia, capuchinho, foi ordenado diácono esta tarde na catedral de Turim, Itália pelo arcebispo Cesare Nosiglia. 

Com a Celebração Eucarística em honra do Divino Espírito Santo, “verdadeiro fundador e ministro da Ordem, porque somente Ele é fonte de todo o bem”, às 7:30 horas do dia 19 de novembro, terá início o Capítulo Eletivo da Custódia dos Irmãos Capuchinhos de Cabo Verde na sua Residência em Pedreira de Fonte Francês, ilha de São Vicente.

​ No arranque do Simpósio Internacional “Direitos fundamentais e conflitos entre direitos”, organizado pela Fundação Ratzinger-Bento XVI e pela Universidade Lumsa, em Roma, foram lidas esta quinta-feira de manhã duas cartas, respetivamente de Bento XVI e de Francisco.

Ontem, 15, no Parlamento o deputado do PAICV, Nuias Silva disse que o Governo de Cabo Verde, segundo o Relatório do Banco Mundial, iria adquirir 5 novos aviões para renovar a frota dos TACV e entregá-los ao Icelandair. Silva pediu ao Ministro que confirmasse a informação ou que desmentisse o relatório do Banco Mundial.

O MpD propôs hoje no parlamento a destituição do deputado do PAICV Moisés Borges, que se envolveu em confrontos com o colega Emanuel Barbosa, mas a oposição entende que se deve deixar a justiça fazer o seu trabalho.

O caso da briga (agressão ou auto-defesa, não se sabe ao certo) continua na ordem do dia.

Grid List

Do Cingalês ao Tamil, línguas oficiais da SriLanka, o cingalês (em cingalês, sinhala), é a língua falada pelo grupo étnico majoritário do Sri Lanka (antigo Ceilão). O Cingalês pertence ao ramo das línguas indo-arianas e tem relação com o divehi, falado nas ilhas Maldivas. O cingalês é falado pelo grupo de burghersportugueses que constituem um grupo étnico do SriLanka, de ascendência portuguesa e cingalesa. São católicos e falam a língua indo-portuguesa do SriLanka, um crioulo baseado no português.

Uma pedestre, que passava pelo local no exato momento em que uma cratera se formava, foi "engolida" por completo pelo grande buraco.

O Presidente da Câmara Municipal do Sal prevê para dentro de três anos uma capacidade local para receber anualmente 750 mil turistas, mas aponta a necessidade de melhorar os transportes marítimos inter-ilhas para potenciar o setor.

Publicidade

Rádio Nova Online

Publicidade