24
Sex, Nov

"O mal não tem a última palavra na História”, diz o Papa

Igreja
Tipografia

É tempo de "mostrar com palavras e actos que o mal não tem a última palavra na História”, afirma o Papa Francisco numa mensagem aos participantes do 39.º encontro internacional da Comunidade Ecuménica de Taizé, que começa esta quarta-feira em Riga, na Letónia.

O Papa desafia os mais novos a irem ao encontro do tema do evento, centrado na esperança, e a “trilharem o caminho do futuro com alegria”, desenvolvendo “talentos e capacidades para o bem de todos”.

O encontro anual da Comunidade Ecuménica de Taizé, entre 28 de Dezembro e 1 de Janeiro, deverá contar com cerca de 10 mil participantes e acontece pela primeira vez num país do Báltico e numa cidade com forte tradição luterana, embora marcada por diversas confissões cristãs.

O evento vai ter como pano de fundo o “difícil contexto que a Europa actualmente enfrenta”. Os participantes serão desafiados a “deixar uma mensagem de paz e de reconciliação”, explica o serviço de comunicação de Taizé

Numa mensagem em que agradece aos jovens dos mais variados países terem “deixado os seus sofás” para virem até Riga e marcarem presença nesta actividade, o Papa recorda as “muitas pessoas” que hoje vivem “confusas, desanimadas pela violência, pelas injustiças, pelo sofrimento e por divisões”.

Francisco espera que “estes dias ajudem” os mais novos a “não terem medo dos seus limites, mas a crescerem na confiança em Jesus, que acredita e espera em cada um”.

“Que com a simplicidade que o irmão Roger testemunhou, possam construir pontes de fraternidade e tornar visível o amor com que Deus nos ama”, acrescenta.

 

 TN - Redação

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS